Vitamina B1, B6, L-Carnitina. Excelente para fibromialgia. Por quê?

A  Tiamina  é uma vitamina, também  chamada de vitamina B1.  A vitamina B1 é encontrada em muitos alimentos, como fermento, grãos de cereais, feijão, nozes e carne. A tiamina é usada para  problemas digestivos , incluindo falta de apetite, colite ulcerosa e  diarreia crônica .

A tiamina também é usada para fortalecer o sistema imunológico, para dores diabéticas, doenças cardíacas, alcoolismo, envelhecimento, para um tipo de lesão cerebral chamada síndrome cerebelar, para úlceras na boca, problemas de visão como catarata e glaucoma,  para enjôo  e  para melhorar o desempenho atlético. 

Também é usado para a prevenção do câncer cervical e para prevenir a progressão da doença renal em pacientes com diabetes tipo 2. Algumas pessoas usam tiamina  para ajudar a manter uma atitude mental positiva ; aumentar a capacidade de aprendizagem; para aumentar a energia ; para combater o estresse ; e  para prevenir a perda de memória , incluindo a doença de Alzheimer. Piridoxina é vitamina B6 . Ele pode ser encontrado em alguns alimentos, como cereais, feijão, vegetais, fígado, carne e ovos. Também pode ser sintetizado em laboratório.
Mulheres usam piridoxina para síndrome pré-menstrual  (TPM),  outros problemas menstruais e outros sintomas da menopausa.
Dores de cabeça de enxaqueca , síndrome do túnel do carpo,  cãibras noturnas nas pernas ,  cãibras musculares , artrite,  alergias, acne e várias outras doenças de pele e infertilidade.Também é usado para tonturas e enjoos em viagens. Algumas pessoas usam piridoxina  para estimular o sistema imunológico , para infecções oculares, para infecções da bexiga e para prevenir câncer e cálculos renais. A piridoxina é usada com frequentemente em combinação com outras vitaminas B em produtos do complexo de vitaminas B.
O principal papel da L-carnitina  é  acelerar o processo de oxidação dos ácidos graxos (e, portanto, a produção adicional de energia) .  A deficiência de carnitina leva a uma diminuição substancial na produção de energia e um aumento na massa do tecido adiposo. A administração de carnitina tem se mostrado eficaz no tratamento de uma ampla variedade de doenças. É freqüentemente usado no tratamento de doenças cardiovasculares e renais,  especialmente ao tentar melhorar o desempenho físico.
Síndrome da fadiga crônica. Concentrações elevadas de colesterol associadas ao LDL Concentrações elevadas de triacilgliceróis. Baixo desempenho físico.Doença de Alzheimer, depressão senil e esquecimento relacionado à idade. Doenças renais, distúrbios hepáticos, cirrose hepática. Como um “queimador de gordura”, foi demonstrado que durante uma dose de 4 gramas por dia dividida em duas doses durante 24 semanas, aumentou a L-carnitina muscular em 21%  complementando-a com exercícios aeróbicos de bicicleta a 50% e 80% do esforço máximo.  Portanto, melhoraria a entrega de ácidos graxos de cadeia longa para a mitocôndria das células. Sem exercício, os resultados não serão os mesmos.

Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *